Wednesday, August 23, 2006

Existe uma pessoa que consegue influenciar a minha disposição. Tem o poder de me deixar bem ou mal disposta com uma frase, uma palavra. É um ditador das minhas emoções! Ainda não consegui contrariar essa tendência. Depois de vários dias de montanha russa e silêncio, hoje tive uma chamada. Devia ter-me mantido calada e sossegada, ninguém me mandou mendigar por atenção e afecto, pois não? Olha, bem feito para mim. Depois duma conversa inútil, frustrante e com uns décibeis acima da média, vi!...Pela primeira vez em anos, vi! Percebi! Atingida por um cogumelo atómico, não fugi, não me escudei, nem sequer me baixei. Fiquei parada a vê-lo caír..CABBBUM!! Finalmente conheci como me vê, o que sente, o que quer, o que não perdoa, o que não lembra e o que não esquece. Acreditava nas minhas boas acções, que dar o meu sentimento mais puro e honesto fosse mais importante que um erro, afinal não é! Pelo menos, para uma pessoa não! Tudo resumido por um erro, TUDO! O meu carácter, a minha personalidade, a minha dignidade, eu! Assim mesmo, não consigo deixar de senti-lo, querer, desejar..É um vício maior que a minha força e vontade. Aprendi a adora-lo, não aprendi a deixa-lo!

1 comment:

Miguel Miranda said...

Todos temos vicios Joana...! Tens que reflectir sobre o teu, se te prejudica ou se te beneficia. Se te ajuda a viver ou se faz de ti um ser humano preso a outra vida...! E pelo que já conversei contigo, acho que dás valor á tua independência, ao teu rumo de vida, sem, directamente, dependeres sempre de outra pessoa para tudo...inclusivé para sentires...